quarta-feira, 3 de junho de 2009

Adagio n° 19

( Ao Arka Hare )
Descansar as palavras na boca
Regurgitando os sonhos futuros,
Em quadros , miragem tão louca
Expostos em penhascos obscuros.

Evocar a luz em plena escuridão
Pisando nos degraus da insanidade,
Chamar os inimigos em mutirão
A declamar poesias pela cidade.

Ao final , habitar em ti , cemitério ...
Para decompor o sombrio passado
E sepultar vivo esse frágil mistério
Em covas de perdão e pecado.

Descansar as palavras na boca
Regurgitanto os sonhos futuros,
Concluir que a vida é tão pouca
Pichando os sonhos nos muros.

Nenhum comentário: